fechar× Entre em contato 71 3242-1084 / 3491-0710

Eletropostos em condomínios

OS CARROS ELÉTRICOS JÁ SÃO REALIDADE E OS CONDOMÍNIOS VÃO TER QUE SE ADAPTAR

O surgimento de alternativas limpas de abastecimento automotivo vêm ganhando espaço no Brasil. De acordo com relatório da Bloomberg New Energy Finance, os carros elétricos devem passar de dois milhões para 56 milhões de unidades até 2040, o que representa mais da metade dos veículos no mundo. Com isso, a instalação de eletropostos em condomínios será uma realidade em breve. A questão é: os empreendimentos estão preparados? 

Eletroposto é um equipamento que converte energia elétrica para recarregar as baterias dos veículos elétricos. “A recarga é feita através de um carregador que converte a energia para compatibilizar com a necessidade dos veículos. Para recarregar, o motorista deve desbloquear o eletroposto, plugar o conector no veículo e aguardar”, contou Bernardo Durieux, diretor executivo da Voltbras. 

Os eletropostos ficam na garagem e são alimentados com energia da área comum do condomínio, porém, projetos especiais podem ser implementados de acordo com o desejo do síndico e dos moradores. “Atualmente, o mais comum é a planta elétrica contemplando a ligação de energia para o equipamento direto da unidade consumidora do morador proprietário do veículo elétrico. Assim, a energia vem cobrada diretamente em sua conta de energia”, explicou Bernardo.

Tanto em novos projetos quanto nos condomínios mais antigos a energia da área comum pode alimentar o eletroposto e o rateio da energia ser feito direto no eletroposto, através de cartões comuns de acesso à condomínios ou de formas mais inteligentes como um aplicativo. 

Um morador de um condomínio em Patamares comprou uma moto elétrica e precisou improvisar. “Eu comprei uma extensão e conectei com a energia do condomínio. Alguns moradores já fizeram reclamação por achar que consome muita energia e vai aumentar a conta do prédio”, informou o morador. 

Geralmente, o equipamento instalado em condomínios abastece totalmente um veículo de 3h a 8h. “O consumo médio de energia é de 40 kWh por recarga e custa R$30, com o custo do quilowatt-hora atualmente a R$0,75, sendo possível rodar até 300km. A conta de energia elétrica será de 25% do valor consumido de gasolina por mês, considerando o mesmo percurso diário”, contou Bernardo Durieux.

No médio prazo, os condomínios que tiverem esse sistema terão uma valorização dos imóveis, visto que no futuro o eletroposto será tão essencial quanto a própria garagem.

 
  • 1
Exibindo 1 de 1

Carregando...