29/03/2013

Dicas para quem vai reformar ou construir

Por Ticiana Faehel

Reformar ou co­ns­tru­ir não é nem simples nem fácil. Qualquer que seja a obra a ser realizada, pequena ou grande, ela demanda um investimento financeiro e envolve profissionais específicos. Para que o resultado da obra compense o custo e o tempo dispendidos, é preciso ser exigente, objetivo e, sobretudo, estar disposto a fazer escolhas. É prudente cercar-se de alguns cuidados.
 
Seja um bom vizinho...
 
Antes do início da obra, verifique a situação da sua vi­zinhança. O fluxo de materiais, a movimentação dos operários e a execução dos serviços quebram a rotina da área. Certificando-se dos horários permitidos para se fazer barulho, para carga e descarga de materiais, para uso dos elevadores, entres outros, reduz-se o transtorno para os vizinhos, evitando pre­judicar sua futura vizinhança.
 
Além disso, respeite a estrutura e as instalações do edifício ou das construções vizinhas. Sua obra não deve alterar estruturas de vigas e pilares existentes. Quando se tratar de instalações, muitas vezes, é necessário conversar com o vizinho. Por exemplo, em apartamentos, as instalações hidrossanitárias de cada unidade se localizam nos forros das unidades inferiores. Então, para realizar serviços, é preciso entrar em acordo com o vizinho de baixo. 
 
 



Estabeleça a forma, o custo 
e o prazo da obra
 
Há varias formas de se realizar uma obra: com a administração de um engenheiro, com a administração de um mestre de obra ou sem administração específica.
 
Cada uma das opções se adapta ao tipo de serviço a ser realizado, desde o mais simples, que pode ser realizado com a contratação a­penas do profissional específico até o mais complexo, com a contratação de um profissional res­ponsável pela obra.
 
No caso de pequenos serviços, o custo e o prazo será determinado de imediato pela pessoa que vai rea­lizar o serviço. 
No caso de uma obra maior, quando se opta por contratar um construtor, deve-se definir com ele o custo e o prazo antes que ela comece a ser realizada.
 
Reserve um tempo para o projeto
 
O projeto é o próprio processo de escolha. Ele se inicia na seleção do imóvel ou do terreno, passando pela definição do que se vai cons­truir e reformar, bem como estabelecendo as necessidades e o perfil do usuário, seu estilo e disponibilidade de tempo e investimento a ser realizado.
 
Muitas vezes, o indivíduo quer fazer uma obra sem passar pelo projeto. Se a obra não for apenas o serviço, será difícil definir pisos, revestimentos, forros, iluminação, instalações, móveis, armários, cortinas, persianas... sem prazo e sem auxílio profissional.
 
Com o projeto, tem-se a oportunidade de conhecer os materiais que estão no mercado, seus respectivos custos, e, sobretudo, pode-se ensaiar as diferentes soluções para a obra. Vendo e amadurecendo as idéias, torna-se menos difícil e menos complexo reformar e construir.

 
_________________________________________________________________________________________________
Ticiana Fahel é arquiteta, especialista em projetos de arquitetura e interiores, consultora do programa Metrópole Imobiliário



 

Tags:   

Comentários

Cadê o Síndico é uma realização da Editora União Salvador LTDA.

Travessa Francisco Gonçalves, 01, Edf. Reitor Miguel Calmon, Sl. 303
Comércio - CEP:40.015-090 71 3242-1084 / 3491-0710