09/04/2018

Gestão participativa

Por: CARLA BRAYNER



COM O APOIO DO CONSELHO ADMINISTRATIVO E DA SUBSÍNDICA, ROBSON VITOR TRIMER EXERCE UMA GESTÃO DE EXCELÊNCIA


Atuando há quatro anos no condomínio Vista Patamares, Robson Vitor Trimer exerce a função de síndico há dois. Nos primeiros dois anos ele atuou no conselho administrativo e decidiu exercer o cargo para continuar o trabalho de melhoria no condomínio. 

Robson definiu sua rotina para atender todas as necessidades do dia a dia da vida pessoal e do condomínio. “Conto com o apoio do conselho administrativo e da subsíndica. Acredito que com uma gestão participativa podemos atingir nossos objetivos de forma eficiente”, contou o síndico. 
O síndico participou por dois anos do conselho administrativo e com o objetivo de dar continuidade ao processo de melhorias contínuas, aceitou os pedidos de alguns moradores para se tornar síndico: “Como sabemos, muitas vezes, uma nova gestão muda o rumo do processo de melhorias, o que prejudica o condomínio”. 

Sua formação em administração de empresa foi essencial para auxiliá-lo a exercer a função de síndico. “Sempre estudei vários assuntos sobre gestão condominial e artigos de sucesso em outros condomínios, além da minha formação e vários outros cursos como auditor de qualidade ISO 9.000/2008 e OHSAS 18.001 norma para saúde e segurança no trabalho”, falou Robson. 

Manter a harmonia entre os condôminos, demonstrando que o condomínio é um lugar de convivência, é seu maior objetivo. “Aqui, somos “A Família Vista Patamares” e nosso principal objetivo é deixar claro para todos que somos iguais, sem nenhuma diferença”, res­salta Robson. 

O Vista Patamares foi o primeiro condomínio a implantar o programa de Inadimplência Zero da administradora Logoserv. “Este programa acabou com o problema crônico de falta de pagamento da taxa condominial, que acarretava na falta de recurso para quitarmos os compromissos com fornecedores”, contou o síndico, que com a implementação reduziu a taxa condominial no primeiro ano. “Nossa inadimplência na época era por volta de R$ 50.000,00 por ano, e representava 30% a 35% de nossa arrecadação. Hoje, temos 100% de arrecadação da taxa condominial”, concluiu Robson. 

Vários projetos estão em andamento como individualização da água, reaproveitamento da água da chuva, redução de consumo energético com fontes renováveis, sistema automatizado de acesso para os condôminos, além do acesso remoto para visitantes, revisão da convenção e regimento interno, e estudo para primarização do quadro do condomínio.



 

Tags: Gestão  Inadimplência Zero  Síndico  

Comentários

Cadê o Síndico é uma realização da Editora União Salvador LTDA.

Travessa Francisco Gonçalves, 01, Edf. Reitor Miguel Calmon, Sl. 303
Comércio - CEP:40.015-090 71 3242-1084 / 3491-0710