Banner
 

17/11/2016

Retrofit

Por: CARLA BRAYNER

A NOVA TENDÊNCIA DAS REFORMAS

Quando existe necessidade de realizar alterações em construções que já não atendem mais as necessidades dos usuários, os condomínios pensam logo em uma reforma. Porém, quando é necessário manter as características da arquitetura original ou as obras em questão são patrimônio histórico, deve-se aplicar o Retrofit. 

O termo vem da junção das expressões latina “retro” que significa “movimentar-se para trás” e inglesa “fit” que é “adaptação” ou “ajuste”. “Realizar Retrofit numa construção significa revitalizá-la, preservando aspectos originais e adaptando-a às exigências e padrões atuais”, diz Ricardo Ferreira, designer de interiores. 

É bastante utilizado para trazer um ar contemporâneo em condomínios antigos, sem perder as características e preservando o patrimônio histórico do imóvel. “Um projeto bem elaborado por um profissional da área vai reformular as áreas comuns trazendo bem-estar para todos os moradores. Estas intervenções devem ser analisadas, a partir das necessidades dos moradores, evitando a realização de uma obra sem planejamento adequado com altos custos. A ideia é introduzir, paulatinamente, recursos inteligentes, ou seja, soluções e materiais que melhorem a vida no prédio”, informa Ricardo. 

“A reformulação de um salão de festas com integração de parte do playground, por exemplo, poderá incluir um espaço gourmet ou um avarandado para recepcionar os convidados. Um depósito sem aproveitamento pode ser transformado em sala da administração, em uma academia, uma brinquedoteca, um cinema ou um espaço zen, por exemplo. Uma área externa sem aproveitamento pode dar lugar a um jardim maravilhoso, um parque infantil ou estacionamento de visitantes. Nas fachadas, por exemplo, pode-se fazer uma mudança radical, como colocação de estruturas metálicas e troca de janelas e vidros.

Alterações na guarita podem melhorar a visibilidade do porteiro, aumentando a segurança dos condôminos. A modernização dos elevadores e substituição da fiação reduzirá os custos com energia elétrica”, informa Ricardo.  

É preciso, entretanto, que os condôminos aprovem essas modificações previamente em uma assembleia. A contratação e acompanhamento de um profissional vai fazer toda a diferença durante a realização das modificações no condomínio. 



 

Tags: Arquitetura  Reformas  Retrofit  

Comentários

Outras matérias

17/11/2016

Retrofit

Cadê o Síndico é uma realização da Editora União Salvador LTDA.

Travessa Francisco Gonçalves, 01, Edf. Reitor Miguel Calmon, Sl. 303
Comércio - CEP:40.015-090 71 3242-1084 / 3491-0710