24/05/2016

Síndico morador

Por: Carla Brayner



CONTA COM PARCERIAS PARA TER UMA BOA GESTÃO


Administrador com formação em marketing e atuando na área de tecnologia da informação, Sérgio de Matos, concilia seu trabalho com a gestão do Edifício Bretagne. Ele já completou dois anos de mandato e acabou de assumir mais dois. 

Como é síndico e morador, ele conta com a empresa Ystilus, que presta assessoria no condomínio. “O assessoramento é essencial, pois não disponho de tempo livre e todas as demandas são passadas para eles. Já fui síndico do Edifício Villa Carmem durante nove anos consecutivos. Entreguei o condomínio dois anos após minha saída do prédio e uma das condições para me manter em dois condomínios ao mesmo tempo, foi o fato de estar assessorado pela Ystilus”, informou Sérgio. 

Com as situações do dia a dia, Sérgio aconselha ser paciente e principalmente saber ouvir. “Muitas vezes as pessoas buscam trazer para o condomínio as frustrações da vida. Nosso papel é fazê-los enxergar que somos todos parceiros, que estamos buscando a valorização do imóvel e a convivência harmoniosa em comunidade”, completou o síndico. 

Sérgio sempre ouve as sugestões dos condôminos e faz uma lista de prioridades. “Normalmente decido com os condôminos em assembleia o que é importante e quais são as prioridades. O consenso gera uma lista. Nem sempre é fácil, mas surgem soluções interessantes: de instalação de sistemas de captação de energia eólica e solar à segurança integrada entre edifícios da mesma rua. Uma demanda do Villa Carmem, por exemplo, era colocar um funcionário à noite que não ficasse ocioso e transmitisse segurança aos condôminos. Optamos por contratar garagistas - essa foi uma sugestão da Ystilus - que além de zelarem pelo condomínio faziam as lavagens dos veículos durante suas jornadas, sem custo para os moradores”, contou Sérgio.

Para ele, não existe segredo quanto à gestão financeira. “É preciso gerir os recursos com parcimônia, diminuir custos e trabalhar investindo no que for necessário para manutenção do condomínio. Colocamos um diarista aos domingos para viabilizar a escala sem custos de contratação, e assim, manter nosso enxuto quadro com três funcionários.”, disse Sérgio. 

E quando o assunto é assembleia, Sérgio já aprendeu uma estratégia. “Faço promoção das assembleias, quando os condôminos somem delas, promovendo um café da manhã ou um encontro para tratar de pequenas situações. Isso tem gerado bons resultados. Aprendi que nem sempre colocar na pauta que haverá aumento ou criação de taxa extra vai trazer o condômino à uma assembleia. Ele precisa se sentir parte importante do processo”, finalizou Sérgio.


 

Tags: Condomínio  Gestão  Síndico  

Comentários

Cadê o Síndico é uma realização da Editora União Salvador LTDA.

Travessa Francisco Gonçalves, 01, Edf. Reitor Miguel Calmon, Sl. 303
Comércio - CEP:40.015-090 71 3242-1084 / 3491-0710