12/07/2016

Importância da provisão orçamentária

Por: Michele Lordêlo

A cada semana ratificamos a importância de fazermos parte da família Cadê o Síndico; todos os méritos necessitam ser creditados aos seus idealizadores com um produto completo como a Revista, o Programa na Rádio Metrópole e a Assembleia Show. Isto ficou mais que evidente no grande sucesso da realização da 6ª Edição da Assembleia Show; no evento, foram discutidos diversos temas que ajudam os gestores em diversas situações. 

Dentre os temas discutidos foi evidenciada a importância da realização da provisão orçamentária e a importância para que sua elaboração esteja pautada em itens orçados de forma planejada, a fim de evitar diversos problemas de ordem financeira no condomínio.

Em uma auditoria condominial, dentre as diversas metodologias utilizadas de acordo com as normas de contabilidade e de auditoria, é fundamental analisarmos a situação financeira do condomínio atual e futura. De posse da provisão orçamentária, é possível avaliarmos se os gastos condominiais foram previstos adequadamente, se os valores realizados estavam em acordo com o que fora previsto e se estão em consonância com a realidade e o dia a dia do condomínio.

Através da provisão orçamentária, é muito comum identificarmos também como está o processo de arrecadação das receitas ordinárias e demais receitas que compõem os recebimentos do condomínio, agindo de forma mais célere na tomada de decisões que envolvem as ações de cobrança, as questões extrajudiciais e judiciais. A provisão pode e deve ser tratada como um termômetro e seu acompanhamento são fundamentais para uma gestão de excelência, no qual administradoras e síndicos profissionais necessitam atentar para detalhes de sua elaboração.

Infelizmente, a maioria dos condomínios não contrata a Auditoria Preventiva Mensal, já que não considera a auditoria um investimento e assim podem estar suscetíveis a pagar o ônus (ou seja, pagar taxa extra, ter aumento da taxa ordinária, quando há uma baixa na arrecadação ou quando ocorrem problemas não previstos que demandam gastos extras, principalmente os que envolvem reformas, inspeções e benfeitorias). 

Já acompanhamos casos, no qual a provisão previa um valor para o re-pastilhamento da fachada e a obra gastou três vezes mais; questões como estas, para um condomínio com uma alta inadimplência e sem reservas suficientes, por exemplo, podem ser irreversíveis.


Michele Lordêlo
 é contadora, empresária do Grupo Lordêlo de Contabilidade, que reúne a, Lordêlo Audit (Auditoria para Condomínios), Lordêlo Cont (Contabilidade para Empresas) e Lordêlo Trainning (Treinamentos Contábeis para as equipes das Administradoras de Condomínios), especialista em Auditorias para Condomínios, Doutora em Educação e Professora de Cursos de Pós-Graduação.  m_lordelo@yahoo.com.br, Tel.: (71) 3351-6952.


 

Tags: Auditoria Condominial  Auditoria Preventiva  Provisão Orçamentária  

Comentários

Cadê o Síndico é uma realização da Editora União Salvador LTDA.

Travessa Francisco Gonçalves, 01, Edf. Reitor Miguel Calmon, Sl. 303
Comércio - CEP:40.015-090 71 3242-1084 / 3491-0710